quarta-feira, 24 de setembro de 2014

ABAIXO A EROTIZAÇÃO INFANTIL EM CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS

ABAIXO A EROTIZAÇÃO INFANTIL EM CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS



Nas últimas semanas fomos surpreendidos por uma foto ousada de uma famosa revista americana, com fotos de crianças fazendo poses sensuais . O caso gerou polêmica, de fato as fotos eram marcantes e agressivas para uma tenra, pueril e doce idade.

Volta e meia estamos sendo surpreendidos por crianças em fotos  publicitárias com roupas ou maquiagens pesadas, que não condiz com uma postura angelical ou travessa de uma criança, mas sim erotizada. A publicidade para vender sua marca, seu serviço ou seu produto, não precisa tratar a criança como objeto e sim tratá-la com respeito, assim como todos nós.

A criança tem  que, e precisa ser, tratada como criança, se comportar como criança e não apresentar - se como um alguém a qual nem está pronta pra ser, uma adulto -mirim. A criança de hoje, já não tem a mesma inocência de há 20 anos atrás isso é fato , não tem. Com a ajuda da tecnologia é uma criança esperta, crítica e certa do que quer a partir dos 8 , 9 anos de idade. Ela já fala bem, articula bem, mas ainda é um infantil, com seus medos, anseios, frivolidades  e inseguranças.


As fotos que geraram polêmica, já foram retiradas das bancas após um mandado da justiça. Pelas ruas, foi feita uma pesquisa pra saber a reação das pessoas, e a resposta não foi uma das melhores.





Que a publicidade continue sim, trabalhando com crianças no objetivo de: entreter, socializar, passar informações relevantes e inocentes para este público. Que trabalhe de uma forma lúdica e não querendo apresentar a sociedade um ser a qual ele ainda não é!

Abaixo a erotização infantil, para que as nossas crianças não sejam mais vítimas de pedófilos espalhados por aí, pois uma simples foto, pode sim mexer e muito com a mente de uma pessoa.



Há várias formas de apresentar uma marca sem que ela seja se mostre de forma agressiva.
Vamos apresentar a marca de uma forma pura , sensível e terna quando se tratar deste público, vamos trabalhar com sabedoria , qualidade e respeito quando se tratar do público infantil.


Por:  Hosana Leonor

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Goldie Blox, brinquedos para futuros inventores

Goldie Blox, brinquedos para futuros inventores



Com uma propaganda super bem elaborada e criativa a Goldie Blox resolveu inovar em matéria de criações em brinquedos. Trata-se de um lançamento de “ferramentas” onde meninas são as criadoras de suas invenções.

Cansadas dos brinquedos cor de rosa, bonecas e outros jogos  apresentados nas propagandas, elas tomam uma atitude e vão á luta, transformando a casa num verdadeiro cenário de criações produzidos com ajuda destas ferramentas mágicas.



Isso ilustra como o universo feminino está se tornando homogêneo no que diz respeito as criações de profissões e novos brinquedos infantis. 
Por que uma menina não pode brincar com martelo ou furadeira? Por que não pode se tornar uma engenheira? Por que não se tornar uma cientista?

Com propagandas altamente revolucionárias no que diz respeito a uma menina delicada e ingênua, a Goldie Blox mostra que as futuras mulheres serão fortes e independentes, que vão sim brevemente ocupar o lugar dos meninos em TODAS as profissões e que isso não será problema algum. Que o esteriótipo de princesinha está ficando pra trás a cada dia. Que elas serão autênticas e independentes.

Com o slogan: Toys for future inventors (Brinquedos para futuros inventores) a Goldie Blox é uma empresa de brinquedos criativos onde seu objetivo é: fazer com que as meninas ganhem espaço no mercado masculino futuramente .
A Goldie Blox está despertando o interesse através de seus brinquedos, num mercado concorrido onde a maioria  das meninas não se interessam por matemática, física e engenharia a partir dos 8 anos de idade e o mercado se apresenta com 86% de engenheiros do sexo masculino e apenas 14% do sexo feminino nos EUA.

O site ainda vende roupas e bodys para meninas com a seguinte descrição: More than just a girl ( Mais do que apenas uma garota) , retirando totalmente o visual passado por décadas de uma mulher sensível e frágil.


Vale a pena dar uma olhada na campanha publicitária revolucionária abaixo.



Por: Hosana Leonor